Fundo azul.jpg
Capa fundo 4.jpg

CENTENÁRIO

Logotipo 2.png
Carneirinho 2 low.png

No ano de 1921, com grande festa, foi inaugurado um dos mais importantes teatros da história de Campos, do estado do Rio de Janeiro e do Brasil: o Trianon. O projeto “Centenário do Teatro Trianon” tem por intuito celebrar essa data registrando relevantes fatos da cidade, da casa de espetáculos e de seu criador: Francisco de Paula Carneiro, o Capitão Carneirinho.

 

Neste site, apresentamos informações e produções sobre Campos, Carneirinho e o Trianon. Por aqui, você pode ler ou ouvir o livro “Nos tempos do Trianon: Campos se diverte”, assistir a dois vídeos (poderá “passear” pela cidade ou pelo interior do teatro), bem como apreciar as fotografias de Francisco de Paula Carneiro, um precioso registro.

 

Bem-vindos e boa diversão!

Fundo verde.jpg

TRIANON (1921-1975)

Antes de se concretizar como uma das mais belas obras da cidade de Campos dos Goytacazes/RJ, o Trianon nasceu na cabeça de um homem: Francisco de Paula Carneiro, carinhosamente conhecido como Capitão Carneirinho. Foi este empresário campista que pensou, investiu seus próprios recursos, trabalhou muito na construção e finalmente inaugurou, em 25 de maio de 1921 o Teatro Trianon. A noite de estreia contou com o espetáculo de Esperanza Iris, afamada cantora lírica mexicana e movimentou a sociedade campista

 

Tratava-se de um suntuoso projeto do escritório carioca Meanda Curty & Cia. O Teatro impressionava pelas dimensões e arquitetura luxuosa, logo sendo considerado um dos mais importantes espaços culturais do país. Não tardou para que a notícia se espalhasse, o mundo artístico se ouriçou. Da década de 1920 até o final da década de 1960, os principais artistas e companhias brasileiras e estrangeiras se apresentaram no palco do Trianon. Além de apresentações dramatúrgicas, aquele templo das artes acolheu eventos musicais, literários, coreográficos, de variedades, além de festivais diversos e muitas exibições de filmes.

 

Após mais de cinco décadas de funcionamento, o Trianon foi comprado pelo Banco Brasileiro de Descontos, hoje Bradesco. Para a tristeza da população campista, o teatro foi demolido, em 27 de junho de 1975, para dar lugar a uma agência bancária.

Esperanza Iris

Platéia do Teatro Trianon

Esperanza 03.png
 
e-book.jpg

O LIVRO

Botão reserva livro2.png

“Nos tempos do Trianon: Campos se diverte!” é o registro da vida de um homem, sua cidade e sua obra. É um delicioso passeio pela vida cultural de Campos na transição dos séculos XIX e XX, uma cidade que, mesmo marcada por uma vocação rural, foi se urbanizando e se modernizando. Esse foi o cenário no qual surgiu o Teatro Trianon, idealizado, erguido e dirigido por Francisco de Paula Carneiro, empresário que graças a sua obstinação inseriu a "Pérola da Paraíba" no circuito artístico nacional.

 

Passados cem anos, o Trianon permanece vivo na memória do povo campista. O livro apresenta uma história que, por sua importância e singularidade, merecia mesmo ser conhecida pelo grande público.

Clique nos dois botões abaixo para fazer o download do livro e ouvir a audiodescrição:

00:00 / 6:24:17
 
Fundo rosa.jpg

VÍDEOS

A vitalidade cultural de Campo na transição dos séculos XIX e XX foi um elemento fundamental para que um homem antenado com a ideia de progresso resolvesse não poupar esforços para que a cidade tivesse um teatro à altura de sua pujança. Neste vídeo, pode-se ter uma noção do quanto era movimentada a “Pérola do Paraíba”, seus divertimentos e festividades. Da mesma forma, apresenta-se um pouco da trajetória de Francisco Paula Carneiro, bem como alguns exemplos da programação do Trianon, a materialização dos intuitos de Carneirinho para contribuir com a formação cultural dos campistas.

Teatro Trianon era assim
Reproduzir vídeo

O Trianon foi demolido em 1975, mas aqui você pode “passear” por dentro do teatro. Esta é uma simulação em 3D do interior do Trianon original feita no SketchUp, um software próprio para a criação de modelos em 3D. 

O autor da animação é Raphael Aquino, aluno do curso de arquitetura do IFF (Instituto Federal Fluminense) que fez este trabalho a partir das fotos e da planta baixa dos prédios.

 
Diverte 1.jpg
Tarja verde.png
 
 

AUTORES DO LIVRO

Juliana 3.jpg

Juliana Carneiro

é nascida em Campos dos Goytacazes, RJ.

Professora da UFF e pesquisadora da Cátedra UNESCO de Políticas Culturais.

Victor Andrade 2.jpg

Victor Andrade de Melo

é nascido no Rio de Janeiro.

Professor da UFRJ, é pesquisador do CNPq

e da Faperj. Coordena o Sport: Laboratório de História do Esporte e do Lazer.

PESQUISA HISTÓRICO-ICONOGRÁFICA

Leonardo 2.jpg
Genilson.jpg

Leonardo de Vasconcellos Silva

é nascido em Campos dos Goytacazes, RJ.

Designer,  fotógrafo,

pesquisador e professor.

Genilson Paes Soares

é nascido em Campos dos Goytacazes, RJ. 

Publicitário, pesquisador,

artista plástico e bibliófilo.

Coordenação: Juliana Carneiro

E-book: Ney Valle e Claudia Gamboa (Dupla Design)

Vídeo: Ricardo Pinto e Fabio Peres (Percorsi Filmes)

Audiobook: Acensia

Animação 3D: Raphael Aquino

Hotsite: Genilson Paes Soares

Contatos: julianaspcarneiro@gmail.com

AGRADECIMENTOS

Welligton Paes  |  Edmar Linhares  |   Sebastião Guerra  |  Ronaldo Linhares  |  Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima | Museu Histórico de Campos dos Goytacazes | Arquivo Público Waldir Pinto de Carvalho | Biblioteca Municipal Nilo Peçanha | Museu Olavo Cardoso | Moto Clube de Campos | Instituto Histórico e Geográfico de Campos dos Goytacazes

REALIZAÇÃO:

PRODUÇÃO:

PATROCÍNIO:

VERTICAL COR@300x-8.png
© ARTE-FATO